Entrevista com Diego Ucha, tricampeão do Global Management Challenge Brasil

Global Management Challenge 24 de Outubro de 2012

Diego Ucha, tricampeão do Global Management Challenge Brasil como líder das equipes i9 (2009), HAL (2010) e Kyi (2011), não participou da Edição 2012. Pelo novo regulamento da competição, membros de equipes tricampeãs estão impedidos de participar de novas edições. A mudança do regulamento visa estimular as equipes mais novas e criar um ambiente mais equilibrado na competição. Se, por um lado, foi uma tristeza para Diego e equipe, por outro o fato pode ser encarado como um elogio. Afinal, a regra foi criada por causa deles: nunca uma equipe havia alcançado o tricampeonato brasileiro no GMC. Um mérito que Diego e equipe poderão levar no currículo.

Diego Ucha, segundo da esquerda p/ direita

Graduado em 2008 pelo Centro Universitário Senac e com MBA pela USP em TI, Diego tem se dedicado a auxiliar as equipes do Centro Universitário Senac que estão participando do GMC 2012. Abaixo nossa entrevista com o tricampeão.

Qual a vantagem de ser tricampeão, já que não pode mais participar da competição?
O título de tricampeão brasileiro no GMC demonstrou à nossa equipe que bons resultados podem ser alcançados através de dedicação e esforço. Sempre digo que a equipe que mais dedica tempo e pensa “fora da caixa” no GMC é aquela que tem as maiores chances de vencer. Esta é uma regra que também pode ser aplicada para o mercado de trabalho. Vale tanto para o profissional que esteja em busca de uma oportunidade, quanto para vencer o seu concorrente em termos de alcançar uma maior fatia do mercado, caso você seja do board de uma empresa. Todos os membros da minha equipe já colheram excelentes frutos deste título. Estamos melhor posicionados no mercado de trabalho e entendemos a nossa real contribuição nos projetos aos quais dedicamos nosso esforço diário. A visão estratégica é, de fato, um diferencial competitivo.

Se pudesse participar novamente, o que faria de diferente?
A cada ano a nossa equipe superava o desempenho do ano anterior. Com esta escalada alcançamos na última final internacional o quarto lugar, à frente dos EUA, China, França e de diversas outras potências. Talvez mais um ano de participação seria o suficiente para a vitória internacional. Conseguimos deixar a nossa marca em todas as nossas participações nas três finais internacionais. Sempre recebemos um feedback muito positivo das equipes de outros países. Diziam que a equipe brasileira era a equipe com maior presença de espírito e de bom relacionamento. Por isso, vimos que a dedicação, a expertise e o pensamento inovador eram o caminho da vitória, o que foi comprovado com a superação ano a ano. A nossa primeira vitória (GMC 2009) abriu um novo caminho no que se refere ao intercâmbio de informações com equipes estrangeiras fortíssimas. Este intercâmbio ampliou nossa visão de estratégias gerenciais.

Conte-nos como vem sendo seu trabalho de apoio às novas equipes do SENAC no GMC
Ministrei um workshop de introdução ao GMC 2012 aos participantes do Centro Universitário Senac, mostrando os conceitos, estratégias e o funcionamento do jogo. Além disso, tenho dado mentorias semanais às equipes, para tirar dúvidas e orientar na tomada de decisão. É uma mentoria no sentido de apoiar e manter o protagonismo e a autonomia das equipes na competição. É o momento de compartilhar os erros que já cometi (para que sirvam de aprendizado) e os acertos (para que sejam potencializados).

Qual a sua mensagem para quem ainda não teve a experiência de participar do GMC, ou mesmo para quem ainda está começando
Estudem e se esforcem!! O simulador em si não vai te ensinar como ocorre na sala de aula, onde você senta e escuta o professor passar o conteúdo. No GMC você deve procurar o conteúdo que precisa para ter sucesso. Se você se dedicar, estudando as planilhas e participando do processo, vai aprender muito, tanto em termos técnicos como em gestão de um grupo de trabalho. Vale a pena!

Fonte: Global Management Challenge

Sobre mim

Especialista em Tecnologia da Informação pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli / USP) e Cientista da Computação pelo Senac São Paulo.

Consultor em desenvolvimento de sistemas Web, com especialidade em Bibliotecas Virtuais e Digitais.

View Diego Ucha's LinkedIn profileView my full profile

Reach Solutions