A utilização da linguagem de programação Python como valor agregado ao desenvolvimento da Biblioteca Virtual da FAPESP

16 de Setembro de 2008 PDF

Por Diego Ucha
Trabalho apresentado no oitavo Congresso Regional de Informação em Ciências da Saúde - CRICS 8.


Sobre a BV/FAPESP
A Biblioteca Virtual da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (BV/FAPESP) vem sendo implementada com a metodologia BVS (BIREME/OPAS/OMS), desde 2003, com as customizações necessárias para a área de C, T & I. A BV/FAPESP abrange todas as áreas do conhecimento e tem como objetivo principal contribuir para a preservação e disseminação da memória institucional da FAPESP.

O QUE É PYTHON?
Python é uma linguagem de programação dinâmica e orientada a objetos. Oferece forte suporte para integração com outras linguagens e ferramentas e vem com uma extensa biblioteca que pode ser aprendida em poucos dias.
Muitos programadores Python reportam ganhos substanciais em produtividade e sentem que a linguagem proporciona o desenvolvimento de códigos com maior qualidade e melhor processo de manutenção (python.org).

POR QUE PYTHON?
A linguagem Python já é utilizada por centenas de empresas no mundo que consideraram os seguintes fatores ao determinar sua escolha:
1. Qualidade de software
A linguagem tem foco na qualidade e seus programadores também buscam a excelência.
2. Produtividade do desenvolvedor
Código-fonte Python é normalmente um terço a um quinto do tamanho de um código equivalente escrito nas linguagens C++ ou Java.
3. Portabilidade
A maioria dos programas Python rodam sem mudanças nas principais plataformas computacionais.
4. Funcionalidades de apoio
Python vem com uma grande coleção de funcionalidades, conhecidas como standard library.
5. Integração de componentes
O código Python pode invocar bibliotecas C e C++; ser chamado por programas escritos em C e C++, integrar-se com componentes Java, dentre outras possibilidades.
6. Diversão
Por causa da facilidade de uso do Python e do ferramental que disponibliza, o ato de programar é mais prazeroso. Embora isso possa ser intangível, seu efeito na produtividade é positivo.

ONDE É USADO NA BV/FAPESP?
Em 2008, a BV/FAPESP passou a utilizar a linguagem de programação Python para a resolução de novas
tarefas, visando reduzir o tempo de desenvolvimento, tornando mais ágeis as atividades da área de informática e aumentando a qualidade dos aplicativos desenvolvidos. A linguagem Python foi utilizada na resolução das seguintes atividades:
1) Inversão de todas as bases bibliográficas da BV;
2) Criação de links ao currículo Lattes dos autores nos registros da BV;
3) Consulta no portal de periódicos CAPES para obtenção do fator de impacto de uma lista de revistas;
4) Integração com o novo portal da Fundação para acesso aos projetos de pesquisa disponíveis na BV/FAPESP.

CONCLUSÃO
A escolha da linguagem Python, se justifica pela sua robustez e confiabilidade, para o desenvolvimento criativo e consistente da BV/FAPESP, acompanhando a evolução dos aplicativos utilizados e facilitando novas implementações. Portanto, essa ferramenta constitui valor agregado à funcionalidade da BV e à interoperabilidade com outros sistemas internos e externos à FAPESP.

Sobre mim

Especialista em Tecnologia da Informação pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli / USP) e Cientista da Computação pelo Senac São Paulo.

Consultor em desenvolvimento de sistemas Web, com especialidade em Bibliotecas Virtuais e Digitais.

View Diego Ucha's LinkedIn profileView my full profile

Reach Solutions